<- para casa

XXXXX

xxxxx

 

 

 

12 motivos para conhecer Kuala Lumpur, capital da Malásia

12 MOTIVOS PARA CONHECER KUALA LUMPUR, CAPITAL DA MALÁSIA

· por  · em , 

Kuala Lumpur, fundada no final do século 19 e que é chamada pelos locais como KL, oferece atrações interessantes para quem quer conhecer as belezas urbanas do sudeste asiático. A capital da Malásia, conhecida por muitos como sede de uma das etapas da Fórmula 1, mescla as culturas malaia, hindu, chinesa e islâmica e essa mistura fica clara quando se vê pelas ruas pessoas dessas etnias com seus trajes e costumes típicos. De metrô, dá para se virar bem pela cidade e conhecer vários dos principais pontos turísticos.

Em dois ou três dias, dá para conhecer bem a região de Kuala Lumpur, caracterizada essencialmente pelas grandes mesquitas e pelos imensos arranha-céus que iluminam as noites da cidade (Foto: licença Wikimedia Commons)

Em dois ou três dias, dá para conhecer bem a região de Kuala Lumpur, caracterizada essencialmente pelas grandes mesquitas e pelos imensos arranha-céus que iluminam as noites da cidade
(Foto: licença Wikimedia Commons)

O Lugares e Passeios selecionou 12 motivos que farão você incluir Kuala Lumpur na sua próxima ida à Ásia (e é relativamente fácil dar uma esticada até lá, já que a cidade fica no miolo entre a China e a Oceania).

12. Lake Gardens: o (traduzindo) Parque Jardins do Lago é ideal para quem busca por sossego na capital malaia. Ali dentro, tem orquidário, planetário, parques de aves e de borboletas e muita beleza a ser vista. Para os amantes de pássaros, uma dica: o Lake Gardens é um dos maiores aviários do mundo, com dezenas de espécies.

Lake Gardens (Foto: licença Wikimedia Commons)

Lake Gardens
(Foto: licença Wikimedia Commons)

11. National Museum: o museu abriga várias exposições retratando o contexto histórico do país. Sempre há novas exposições por lá, além de vistosos jardins para serem explorados.

National Museum (Foto: Visit Malaysia)

National Museum
(Foto: Visit Malaysia)

10. Batu Caves: localizada no bairro de Gombak, a Batu Caves reúne templo hindu, museu, zoológico e reserva natural, com mais de 200 grutas e cavernas que podem ser exploradas tanto caminhando quanto escalando. Ali, naquele ambiente de mais 400 milhões de anos, há muitas referências à deusa indiana Murugan, com direito a estátuas gigantes e, logo ao lado, uma grande escadaria a ser percorrida (são mais de 250 degraus para subir) para se ter acesso às cavernas. Apenas fique esperto com os macacos que estão sempre à espreita em busca dos alimentos que os turistas levam. O local é bem estruturado, com lojinhas, restaurante e banheiros.

Batu Caves (Foto: licença Wikimedia Commons)

Batu Caves
(Foto: licença Wikimedia Commons)

9. Mesquita Nacional (Masjid Negara): o que mais você encontrará em Kuala Lumpur são muçulmanos e, obviamente, mesquitas, muitas mesquitas como a belíssima Nacional. Além de poder conhecer um pouco da religião islâmica e da história do prédio com o auxílio de guias locais, dá para tirar várias fotos. As mulheres só entram se usarem roupas muçulmanas (xador) para cobrir o cabelo e o corpo, porém isso não é problema, pois ali eles emprestam as vestimentas para as turistas. De quebra, ainda dá para conhecer a sala de oração e os jardins da mesquita.

Mesquita Nacional (Foto: licença Wikimedia Commons)

Mesquita Nacional
(Foto: licença Wikimedia Commons)

8. Menara Tower: é a maior torre da região. O local é muito bem estruturado, com mapas e informações de Kuala Lumpur, além de um restaurante giratório no alto da torre, com vista para praticamente toda a cidade. Para subir, tem que pagar uma taxa.

Menara Tower (Foto: licença Wikimedia Commons)

Menara Tower
(Foto: licença Wikimedia Commons)

7. Islamic Art Museum: considerado um dos melhores museus de artes islâmicas do mundo, o local de 30 mil metros quadrados surpreende pela bela arquitetura, além da exposição de roupas e peças têxteis, jóias, carpetes, livros e outros artefatos. Um passeio completo – e com calma – nesse museu leva cerca de uma hora e meia.

Islamic Art Museum (Foto: Divulgação)

Islamic Art Museum
(Foto: Divulgação)

6. Little India (Brickfields): é o centro da população indiana que vive em Kuala Lumpur. Para os turistas, é como se estivessem na Índia, já que tanto a autêntica culinária quanto a moda e a cultura hindu podem ser apreciadas no bairro.

Little India (Foto: Visit Malaysia)

Little India
(Foto: Visit Malaysia)

5. Chinatown (Petaling Street): é um famoso local de compras para os turistas e moradores locais. Tudo pode ser encontrado por lá: de chaveiros a roupas e bolsas, passando por barraquinhas de frutas, espetinhos diversos, peixes enoodles. Há também algumas casas de chá. O legal em Chinatown é que é possível pechinchar com os comerciantes.

Chinatown (Foto: licença Wikimedia Commons)

Chinatown
(Foto: licença Wikimedia Commons)

4. Central Market: pertinho de Chinatown, o Mercado Central foi construído em 1.888 e é considerado um patrimônio da Malásia. Por ali, não faltam produtos do artesanato local, além de roupas, sapatos, bolsas, mobiliário doméstico e comida.  Nesse mercado, tem também uma massagem um tanto quanto diferente onde peixes massageiam seus pés em um tanque com água. No mínimo, é relaxante.

Central Market (Foto: Visit Malaysia)

Central Market
(Foto: Visit Malaysia)

3. Merdeka Square: é uma agradável praça que homenageia a independência conquistada pela Malásia (da Inglaterra) em 1.957. A praça reúne prédios históricos que funcionam como museus e órgãos governamentais. À noite, o local é bem iluminado.

Merdeka Square (Foto: licença Wikimedia Commons)

Merdeka Square
(Foto: licença Wikimedia Commons)

2. Torres Petronas (Petronas Twin Towers): as majestosas torres gêmeas de 452 metros de altura ficam ao lado do Kuala Lumpur City Centre (KLCC), que é o ponto mais iluminado e colorido da cidade e que é um verdadeiro cartão-postal à noite com suas águas dançantes. Para subir nas torres, recomenda-se chegar bem cedo no local para comprar os ingressos.

Torres Petronas (Foto: licença Wikimedia Commons)

Torres Petronas
(Foto: licença Wikimedia Commons)

1. Bukit Bintang: as noites de Kuala Lumpur são sempre garantidas nesse estiloso bairro, onde o visitante encontra desde lojas de renomadas marcas internacionais até bons bares, restaurantes e discotecas. É a vida noturna daMalásia repleta de turistas em busca de diversão e boa gastronomia.

Bukit Bintang (licença: Wikimedia Commons)

Bukit Bintang
(licença: Wikimedia Commons)

* para obter mais informações sobre esse destino, acesse: Visit Malaysia